Yahoo Search Búsqueda en la Web

  1. Cerca de 121.000 resultados de búsqueda
  1. Anuncios
    relacionados con: Eduardo VIII wikipedia
  2. Reputation Profiles include free contact info & photos + criminal & court records. See your own Reputation & Score, too - Profiles are shown over 300 million times monthly.

    • Find People

      Search Faster, Better & Smarter

      Stay Safe or Connect

    • Who Has My Info

      Protect Your Online Reputation

      See What's Exposed

    • Join Us

      Safety & Trust Matters to Us

      Over 60 Million Members

    • Reputation Score

      Search for Anyone or Yourself

      Calculate Your Reputation Score

  3. 100,000+ usuarios visitaron search.alot.com el mes pasado

    Search for Domo Wikipedia info. Research & compare results on Alot.com online today. Find all the information you need for Domo Wikipedia online on Alot.com. Search now!

  1. Eduardo VIII del Reino Unido, después conocido como duque de Windsor (Londres, 23 de junio de 1894-París, 28 de mayo de 1972), fue rey del Reino Unido y los dominios de la Mancomunidad Británica y emperador de la India desde la muerte de su padre, el rey Jorge V, el 20 de enero de 1936, hasta el 11 de diciembre del mismo año.

  2. Como Eduardo VIII no había sido coronado, la fecha planificada para su coronación se convirtió en la de su hermano Alberto, ahora Jorge VI. Los partidarios de Eduardo pensaban que «había sido acosado en el trono por las patrañas maliciosas de Baldwin», [ 75 ] pero muchos miembros del establishment se sintieron aliviados con su partida.

  3. en.wikipedia.org › wiki › Edward_VIIIEdward VIII - Wikipedia

    Edward VIII (Edward Albert Christian George Andrew Patrick David; 23 June 1894 – 28 May 1972) was King of the United Kingdom and the Dominions of the British Empire, and Emperor of India from 20 January 1936 until his abdication in December of the same year.

    • Primeiros Anos
    • Educação
    • Príncipe de Gales
    • Romances
    • Reinado
    • Abdicação
    • Ducado de Windsor
    • Segunda Guerra Mundial
    • Últimos Anos
    • títulos, Honras E Armas

    Eduardo nasceu em 23 de junho de 1894, em White Lodge, Richmond Park, nos arredores de Londres, durante o reinado de sua bisavó, a rainha Vitória.[1] Era o filho mais velho do duque e duquesa de Iorque (futuros rei Jorge V e rainha Maria) e neto dos príncipe e princesa de Gales (futuros rei Eduardo VII e rainha Alexandra) pelo lado paterno e do duque e duquesa de Teck (Francisco e Maria Adelaide) pelo lado materno. Como bisneto da monarca pela linha masculina, ele foi nomeado Sua Alteza o Príncipe Eduardo de Iorque no nascimento.[1] Foi batizado como Eduardo Alberto Cristiano Jorge André Patrício Davi, no salão verde de White Lodge, em 16 de julho 1894, por Edward White Benson, arcebispo da Cantuária.[nota 1][2] Os nomes foram escolhidos em homenagem ao seu falecido tio Alberto, chamado familiarmente de "Eddy" ou Eduardo, e seu bisavô, o rei Cristiano IX da Dinamarca. O nome Alberto foi incluído a pedido da rainha Vitória e os seus últimos quatro nomes - Jorge, André, Patrício e Dav...

    Inicialmente, Eduardo teve aulas em casa com sua tutora, Helen Bricka. Após a morte da rainha Vitória, em 1901, seus pais viajaram pelo Império Britânico por quase nove meses, mas Eduardo e seus irmãos permaneceram na Inglaterra sob os cuidados de seus avós, o rei Eduardo VII e a rainha Alexandra. Com o retorno dos príncipes de Gales, Eduardo foi colocado sob a tutoria de dois homens, Frederick Finch e Henry Hansell, que praticamente criaram os pequenos príncipes no restante de sua primeira infância.[10] Eduardo teve o rigoroso Hansell como seu preceptor até próximo dos 13 anos de idade,[nota 2] quando prestou os exames para ingresso na Osborne Naval College, iniciando seus estudos em 1907.[11] Dois anos depois, transferiu-se para o Royal Naval College, em Dartmouth, para um curso de dois anos, seguidos de sua entrada na Marinha Real. Entretanto, com a morte de Eduardo VII e a ascensão ao trono de seu pai, em 6 de maio de 1910, Eduardo tornou-se automaticamente Duque da Cornualha e...

    Eduardo foi oficialmente investido como príncipe de Gales, numa cerimônia especial no Castelo de Caernarfon, em 13 de julho de 1911.[13] A posse ocorreu no País de Gales por incentivo do político galês David Lloyd George, condestável do castelo e ministro do tesouro no governo liberal.[14] Lloyd George criou uma cerimônia no estilo de um desfile de galês e ensinou Eduardo a falar algumas palavras naquela língua. Quando eclodiu a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), Eduardo havia atingido a idade mínima para o serviço ativo e fez questão de alistar-se.[15][16] Ele se juntou aos Grenadier Guards em junho de 1914 e, apesar de sua disposição em servir na linha de frente, não obteve permissão do secretário de Estado da Guerra, lord Kitchener, que alegou o imenso dano que haveria se o herdeiro do trono fosse capturado pelo inimigo.[17][18] Apesar disso, Eduardo testemunhou a guerra das trincheiras e visitava a linha de frente sempre que podia, o que rendeu-lhe a Military Cross em 1916. Se...

    Eduardo era um mulherengo compulsivo e seu comportamento imprudente nos anos 1920 e 1930 preocupavam o primeiro-ministro Baldwin, o rei Jorge V e as pessoas próximas ao príncipe. Alan Lascelles, secretário particular de Eduardo por oito anos, acreditava nesse período que "por alguma razão hereditária ou fisiológica seu desenvolvimento mental normal parou quando ele chegou à adolescência".[28] Jorge V estava decepcionado com o fracasso de Eduardo em estabelecer-se na vida, desgostoso com seus casos com mulheres casadas e relutante em vê-lo herdar a coroa. "Depois que eu morrer", disse o rei, "o menino vai arruinar-se em 12 meses".[29] Em 1929, a revista Time afirmou que Eduardo provocava sua cunhada Elizabeth, esposa de seu irmão mais novo Alberto, chamando-a "Rainha Elizabeth". A revista questionava se "ela não se perguntaria às vezes o quanto de verdade havia na anedota que ele contava sobre renunciar aos seus direitos após a morte de Jorge V - o que transformaria seu apelido em re...

    Com a morte de Jorge V, em 20 de janeiro de 1936, Eduardo subiu ao trono com o título de Eduardo VIII. No dia seguinte, ele quebrou o protocolo real ao assistir à proclamação da sua própria ascensão de uma janela, na companhia da ainda casada Wallis Simpson.[39] Eduardo tornou-se o primeiro monarca do Império Britânico a viajar em um avião, quando voou de Sandringham para Londres para seu Conselho de Ascensão.[3] Eduardo causou mal-estar nos círculos governamentais com ações que foram interpretadas como interferência em assuntos políticos. O comentário de que "algo deve ser feito",[3] dito durante uma visita às aldeias "deprimidas" e aos mineiros desempregados de Gales do Sul, foi visto como uma crítica direta ao governo, embora nunca tenha ficado claro se Eduardo tinha alguma intenção específica quanto a isso. Os ministros do governo relutavam em enviar relatórios confidenciais e documentos de Estado ao Fort Belvedere, porque estava claro que Eduardo dedicava pouca atenção a eles e...

    Em 16 de novembro de 1936, Eduardo convidou o primeiro-ministro Stanley Baldwin ao Palácio de Buckingham e expressou seu desejo de se casar com Wallis Simpson tão logo ela estivesse livre para casar-se novamente. Baldwin informou-lhe que seus súditos considerariam o casamento moralmente inaceitável, principalmente porque uma nova união após o divórcio era rejeitada pela Igreja da Inglaterra e o povo não toleraria Wallis como rainha.[37][38] Como rei, Eduardo ocupava o posto de Governador Supremo da Igreja da Inglaterra e o clero esperava que ele apoiasse seus ensinamentos.[52] Eduardo propôs uma solução alternativa com um casamento morganático, no qual ele permaneceria rei, mas Wallis não se tornaria rainha. Em vez disso, ela desfrutaria de algum título menor e os filhos que pudessem ter não herdariam o trono. Isso também foi rejeitado pelo Gabinete Britânico,[53] bem como pelos governos dos Domínios,[54], cujas opiniões foram solicitadas nos termos do Estatuto de Westminster de 193...

    Em 12 de dezembro de 1936, na reunião de ascensão do Conselho Privado, Jorge VI anunciou que fez de seu irmão "Sua Alteza Real, o Duque de Windsor".[69] Ele queria que este fosse o primeiro ato de seu reinado, embora os documentos formais tenham sido assinados somente em 8 de março do ano seguinte. Nesse ínterim, Eduardo era universalmente conhecido como Duque de Windsor. A decisão de Jorge VI de criar um ducado real para Eduardo assegurava que este não poderia concorrer às eleições para a Câmara dos Comuns nem tratar de assuntos políticos na Câmara dos Lordes.[70] Carta-patente datada de 27 de maio de 1937 conferiu novamente o "título, estilo ou atributo de Alteza Real" ao Duque de Windsor, mas determinava explicitamente que "sua mulher e seus descendentes, se houverem, não portarão esse título ou atributo".[71][72] Para alguns ministros britânicos a reconfirmação era desnecessária, uma vez que Eduardo havia mantido o estilo quando abdicou e que Wallis Simpson obteria automaticamen...

    Em outubro de 1937, contra o conselho do governo britânico, o duque e a duquesa visitaram a Alemanha, onde encontraram Adolf Hitler, em seu retiro de Obersalzberg. Durante a visita, que foi bastante divulgada pelos meios de comunicação alemães, Eduardo fazia saudações nazistas.[79] O ex-embaixador austríaco, conde Albert von Mensdorff-Pouilly-Dietrichstein, que também era um primo de segundo grau e amigo de Jorge V, acreditava que Eduardo defendia o nazismo alemão como um baluarte contra o comunismo e mesmo que defendera uma aliança com a Alemanha.[80] A experiência de Eduardo com "as cenas de horror sem fim"[81] durante a Primeira Guerra Mundial levou-o a apoiar a política de apaziguamento. Hitler considerava o duque amigável com a Alemanha Nazi e acreditava que as relações anglo-germânicas teriam melhorado com ele, se não tivesse abdicado. Segundo o "bom nazista"[82] Albert Speer, Hitler teria declarado: "... Estou certo de que, através dele, teríamos alcançado relações amistosas...

    Eduardo e Wallis voltaram para a França, onde passaram o resto de suas vidas, essencialmente retirados da corte britânica.[nota 5] O subsídio do duque foi complementado pelo governo e pelo comércio ilegal de divisas.[3][103][104] A cidade de Paris ofereceu ao duque uma casa na 4 Route du Champ d'Entraînement, em Neuilly-sur-Seine, ao lado do Bois de Boulogne, por um aluguel simbólico.[105] O governo francês o isentou de pagar o imposto de renda,[103][106] e o casal podia comprar produtos livres de impostos através da embaixada britânica e do comissariado militar.[106] Em 1951, Eduardo publicou um livro de memórias (A King's Story), escrito por um ghost-writer, no qual ele expressava seu desacordo com a política liberal.[14] Os royalties do livro foram somados à sua renda.[103] Nove anos depois, ele escreveu um livro relativamente desconhecido, A Family Album, que trata principalmente sobre a moda e os hábitos da família real ao longo de sua vida, desde o tempo da rainha Vitória ao d...

    Títulos

    Como monarca do Reino Unido, recebeu o título formal de Sua Majestade, Eduardo Oitavo, pela Graça de Deus, da Grã-Bretanha, Irlanda e dos Domínios Britânicos de além-mar, Rei, Defensor da Fé, Imperador da Índia. No quotidiano, enquanto rei, era chamado de Sua Majestade, o Rei Eduardo ou simplesmente O Rei. Ao longo da sua vida, os seus títulos foram: 1. 23 de junho de 1894 - 24 de maio de 1898: Sua Altezapríncipe Eduardo de Iorque 2. 24 de maio de 1898 - 22 de janeiro de 1901: Sua Alteza Real...

  4. Edward nació durante el reinado de su bisabuela, la reina Victoria, como el hijo mayor del duque y la duquesa de York, más tarde el rey Jorge V y la reina María . Fue nombrado

  5. 30/11/2020 · Eduardo VIII. Wikipedia. El 10 de diciembre del año 1936, el por aquel entonces rey, Eduardo VIII, anunciaba la abdicación al trono a pocos meses de iniciar su reinado, concretamente el 20 de ...

  6. Eduardo III Plantagenet ( castillo de Windsor, 13 de noviembre de 1312 -palacio de Sheen, 21 de junio de 1377) fue rey de Inglaterra desde el 1 de febrero de 1327 hasta su muerte. Restauró la autoridad real tras el desastroso reinado de su padre Eduardo II y convirtió el Reino de Inglaterra en una de las más importantes potencias militares ...

  1. Anuncios
    relacionados con: Eduardo VIII wikipedia
  2. Reputation Profiles include free contact info & photos + criminal & court records. See your own Reputation & Score, too - Profiles are shown over 300 million times monthly.